Quem Somos

Comunidades Compassivas - O conceito

Os projetos "Porto Compassivo" e "Amadora Compassiva", vencedores do Concurso "Portugal Compassivo - Laços Que Cuidam, apoiado pela Fundação "la Caixa" no âmbito do Concruso lançado para Apoio a Movimentos Associativos, deram início às suas atividades no inicio de 2020. Em 2019 tinha-se já iniciado o projeto Borba Cidade Compassiva-Todos contigo

 

Cidades compassivas são comunidades que reconhecem que todos os ciclos naturais de doença e saúde, nascimento e morte, e amor e perda, ocorrem todos os dias dentro das órbitas de suas instituições e atividades regulares.

Uma cidade compassiva é uma comunidade que reconhece que cuidar uns dos outros em momentos de crise e perda não é simplesmente uma tarefa exclusivamente para serviços sociais e de saúde, mas é responsabilidade de todos.

Cidades Compassivas são comunidades que encorajam publicamente, facilitam, apoiam e celebram o cuidado mútuo durante os momentos e experiências mais desafiantes da vida, especialmente aqueles relacionados a doenças que ameaçam a vida e a limitam, doença crónica, fragilidade, envelhecimento e demência, sofrimento e luto.

Embora o serviço publico se esforce para manter e fortalecer serviços de qualidade para os mais frágeis e vulneráveis nem todas as pessoas têm acesso a eles.

Situações graves de doença, morte e perda podem acontecer a qualquer momento, durante o curso normal das nossas vidas.

Uma cidade compassiva é uma comunidade que reconhece e aborda diretamente esta realidade social.